article

Teste em animais: Os malefícios dessa prática para cosméticos

Teste em animais

Testes em animais são realizados há muitos anos, mas com a tecnologia e o desenvolvimento de estudos, já podemos desenvolver produtos, sem realizar testes dessa maneira.

Levando em conta principalmente o mercado de cosméticos, que podem se utilizar de produtos naturais e outras opções que não demandam testes em animais.

De onde surgiu o teste em animais

Desde 300 a.C temos relatos de testes sendo feitos em animais por Aristóteles. Os testes sempre tiveram como base compreender como é o corpo e as diferenças entre espécies. Anos mais a frente seria importante conhecer o funcionamento do corpo e de doenças para criar medicamentos e a saúde.  

Muitos dos testes desenvolvidos desde o início, são considerados bizarros e muitos deram errado, mas é incontestável o aprendizado proveniente deles. A ciência evoluiu muito com as descobertas realizadas através dos testes e podemos ver esses benefícios até hoje. 

Em 1900 surgiu a FIOCRUZ, que teve papel extremamente importante na vacina da peste bubônica, sendo que o soro para a produção da vacina, era retirado de cavalos inoculados (contaminados). Até a década de 70 toda vacina produzida, era proveniente de teste em animais, e só assim foi possível erradicar a varíola. 

O que é experimentação em animais?

Teste em animais

A experimentação em animais é utilizada para saber como o corpo funciona, reage a determinadas substâncias, seja para fins medicamentosos ou para cosméticos. Isso serviria para prever como uma substância agiria no corpo humano, porém em muitos casos existem diferenças de reações. 

Por que o teste em animais é prejudicial?

Teste em animais

Os animais sofrem muito durante os testes, depois dos testes serem realizados eles são abatidos.  O teste realizado em coelhos para a produção de cosméticos, por exemplo, deixar as pálpebras dos olhos dos coelhos abertas e passa cosmético nos olhos  para averiguar se surge reação ou não. 

Ainda após os testes, os animais são abatidos, ou seja, sua vida seria apenas para a realização dos testes. 

Por isso, com a evolução tecnológica, as descobertas realizadas ao longo de muitos e muitos anos, já temos conhecimento para realizar teste em cultura de tecidos, toxicidade, neurociência e desenvolvimento de drogas. Deixando de ser necessário, em muitos casos, os testes em animais.

Use produtos naturais que não usam testes em animais

Teste em animais

Usar produtos que não testam em animais, trazem alguns benefícios, como: Composição com ingredientes não-tóxicos,  menos geração de resíduos, apoiar a ciência, menores chances de apresentar alergias. Atualmente, muitas marcas no mercado, não realizam mais teste em animais. 

Os produtos naturais, podem ou não ser testados em animais, mas em sua maioria não são, por isso fique atento ao selo presente na embalagem de CRUELTY-FREE. 

O visto.bio não realiza teste em animais

Os produtos desenvolvidos pela visto.bio não são testados em animais e sua composição é natural, além de ser bom para você, é bom para os pets e para o meio ambiente. Crianças também podem usar. 

O visto.bio é natural, vegano e sustentável, incrível e te deixa cheirosinho!

São produtos que acabam com o mau cheiro e possuem ação contra vírus, como o coronavírus. 

Conteúdos mais buscados



Teste a sua sorte e ganhe descontos na visto.bio!

Descubra se o visto.bio é um bom negócio pra você

Whatsapp