article

Balanite: O que é? Quais as causas e tratamento?

O que é balanite

Homens que cultivam hábitos de higiene íntima precária podem ser acometidos por uma doença conhecida como balanite. Aqui nesta publicação vamos responder às principais perguntas relacionadas a balanite, para que você saiba oque causa e como tratar.

O que é balanite?

A balanite é a inflamação da mucosa que reveste a glande (cabeça do pênis). Quando essa inflamação acomete apenas o prepúcio (pele que recobre o glande) é conhecida como postite, mas quando acomete glande e prepúcio recebe o nome de balanopostite.

Quais as causas da balanite?

o que é balanite

A balanite é muito frequente em homens portadores de fimose (excesso de pele do prepúcio que dificulta a exposição da cabeça do pênis). Hábitos deficientes de higiene favorecem o acúmulo de sujeira, fungos e bactérias debaixo da pele do prepúcio. 

Diabetes e DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) são fatores predisponentes ao aparecimento da doença. Também pode ocorrer devido a alguma alergia(https://visto.bio/blogs/blog/o-que-causa-alergia-na-pele) a uma tipo de tecido, sabonetes, preservativos, lubrificantes, espermicidas, amaciantes, detergentes  e sais de banho.


Quais os sintomas da balanite?

Os sintomas da balanite causam grande desconforto ao paciente e incluem inchaço, vermelhidão, coceira, dor ao urinar, corrimento, mau cheiro, feridas na glande e prepúcio. Alguns dos sintomas podem ser muito semelhantes ao de DSTs.

 

Tipos de balanite

Agora vamos trazer os tipos mais comuns de balanite para que você possa conhecer e identificar.

  • Balanite plasmocitária de Zoon: Afeta geralmente homens não circuncisados e causa a formação de manchas vermelhas ao nível da glande e do prepúcio;
  • Balanite Circulante (Síndrome de Reiter/artrite reativa): causa lesões sinuosas e em espiral no pênis, além da dor rigidez e inchaço nas articulações;
  • Balanite Pseudoepiteliomatosa de Lortat - Jacob e Civatte: apresenta lesões cutâneas escamosas, semelhantes a verrugas, na cabeça do pênis;
  • Balanite alérgica: resultante da reação alérgica a preservativos, cosméticos e drogas;
  • Balanite monilíaca: consequência do diabetes;
  • H3: Balanite imunológica: resultante de doenças autoimunes;
  • Balanite Xerótica obliterante: forma pré-cancerosa da balanite que mostra manchas esbranquiçadas que geram prurido intenso e secura na glande. Pode gerar estreitamento da uretra ou fimose.

 

Como é feito o diagnóstico de balanite?

O que é balanite

A ocorrência de qualquer um dos sintomas é indicativo para busca de um especialista. O médico urologista, ou pediatra, em casos de crianças, fará o diagnóstico correto. Inicialmente é feito um exame clínico, onde observa-se alguns sinais da doença.

Alguns exames laboratoriais podem ser solicitados, como exame de urina e sangue (em caso de suspeita de diabetes) e teste de cotonetes (para pesquisa de microrganismos envolvidos na doença). Em alguns casos pode ser solicitado uma biópsia.

Como tratar a balanite?

O tratamento da balanite é dependente do fator desencadeante. Na maior parte dos casos o médico aconselhará sobre o que deve ser evitado e orientar como realizar a higienização adequada do local, podendo além dos medicamentos fazer uso de banhos de assento para aliviar os sintomas.

Casos alérgicos:

Em casos de alergias, o primeiro passo é afastar a causa. Pode ser indicado o uso de corticóides na forma de pomada a fim de reduzir o inchaço e o desconforto.

Infecções:

Em caso de infecção é importante identificar o agente. 

  • Infeções fúngicas: Há casos de balanite associados a infecções por fungos, como a Candida sp. O tratamento inclui creme antifúngico, como clotrimazol e miconazol. É importante tratar o parceiro sexual e abster o sexo ou usar preservativos neste período.
  • Infecções bacterianas: Em casos de infecções bacterianas a prescrição de um antibiótico é indicada, como penicilina ou eritromicina.

Complicações da balanite

o que é balanite

A principal complicação da balanite se deve ao inchaço (fimose) que leva ao estreitamento da pele do prepúcio, dificultando a exposição da cabeça do pênis. Podem ocorrer fissuras que pioram o mal estar e consequentemente maior dificuldade de urinar.

Prevenção de balanite

A prevenção da doença está vinculada a introdução de hábitos de higiene como:

  • limpeza diária do pênis;
  • uso de produtos adequados para a higiene, como sabonetes íntimos;
  • afastar todo produto/material que possa desencadear uma reação alérgica;
  • secar delicadamente o prepúcio depois de fazer xixi;

Hábitos diários de higiene podem garantir uma vida mais saudável e feliz. Já pensou que algumas pequenas mudanças podem trazer grandes resultados? 

Utilizar o visto.bio origjnal nas suas roupas fará uma grande diferença, principalmente nas roupas íntimas, protegendo a região da proliferação de bactérias e fungos que podem causar doenças.

O visto.bio funciona como um desodorante de roupas, que as mantém limpas e sem mau cheiro para que você possa usar e re-usar a roupa várias vezes. Conheça mais da proposta acessando ao nosso site e conhecendo a eficácia dos nossos produtos.

Whatsapp